A Justiça, já chegou a tua casa?

Advertisements

Fonte da imagem: retirada da internet.

A descoberta é recente e aqui o +vaidoso considera-a, sem dúvida, uma ótima notícia.

Finalmente, a Justiça chega a nossa casa, através da Internet. Para quem ainda não se deu conta, já se encontra online a Plataforma Digital da Justiça. Insere-se no Plano de Ação, Modernização e Transformação da Justiça e, segundo a tutela, tem objetivos de simplificação diversos.

Se até agora, tínhamos que perder horas a fio nas diversas repartições ou entidades públicas, para tratar de determinados assuntos, descansem que a partir de agora, a vida dos portugueses fica cada vez mais simplificada. Aleluia!

Vejamos agora, alguns dos serviços agregados no site que começam a simplificar-nos a vida: iniciar o processo de casamento, um balcão virtual para divórcios com partilha, a possibilidade de pedir uma certidão de nascimento, uma certidão judicial eletrónica ou mesmo, o registo criminal.

As finanças pessoais são outro assunto que merece a nossa máxima atenção, por isso, na mesma plataforma online, temos a possibilidade de consultar um processo executivo, calcular taxas de justiça para um determinado processo, simular custos associados à compra de habitação ou pedir mediação laboral.

A Plataforma Digital da Justiça coloca-nos à disposição diversos guias, 68 fichas com informação sobre os serviços disponíveis de áreas que integram o pelouro da justiça, organizados igualmente por temas e áreas concretas como tribunais, registos, reinserção e serviços prisionais, propriedade industrial ou medicina legal.

A fase de testes arrancou no final de agosto e deverá prolongar-se até 2019. No futuro, a plataforma continuará a evoluir e a ganhar novos serviços e conteúdos, uma mais valia para todos. Até agora foram investidos neste serviço online 520 mil euros, financiados pelo Fundo para a Modernização da Justiça. Sinceramente, considero que este é um passo brutal, que visa simplificar ao máximo, a vida de muitos portugueses. Estás de acordo? Já conhecias esta plataforma?

A Justiça, já chegou a tua casa?

Advertisements

Fonte da imagem: retirada da internet.

A descoberta é recente e aqui o +vaidoso considera-a, sem dúvida, uma ótima notícia.

Finalmente, a Justiça chega a nossa casa, através da Internet. Para quem ainda não se deu conta, já se encontra online a Plataforma Digital da Justiça. Insere-se no Plano de Ação, Modernização e Transformação da Justiça e, segundo a tutela, tem objetivos de simplificação diversos.

Se até agora, tínhamos que perder horas a fio nas diversas repartições ou entidades públicas, para tratar de determinados assuntos, descansem que a partir de agora, a vida dos portugueses fica cada vez mais simplificada. Aleluia!

Vejamos agora, alguns dos serviços agregados no site que começam a simplificar-nos a vida: iniciar o processo de casamento, um balcão virtual para divórcios com partilha, a possibilidade de pedir uma certidão de nascimento, uma certidão judicial eletrónica ou mesmo, o registo criminal.

As finanças pessoais são outro assunto que merece a nossa máxima atenção, por isso, na mesma plataforma online, temos a possibilidade de consultar um processo executivo, calcular taxas de justiça para um determinado processo, simular custos associados à compra de habitação ou pedir mediação laboral.

A Plataforma Digital da Justiça coloca-nos à disposição diversos guias, 68 fichas com informação sobre os serviços disponíveis de áreas que integram o pelouro da justiça, organizados igualmente por temas e áreas concretas como tribunais, registos, reinserção e serviços prisionais, propriedade industrial ou medicina legal.

A fase de testes arrancou no final de agosto e deverá prolongar-se até 2019. No futuro, a plataforma continuará a evoluir e a ganhar novos serviços e conteúdos, uma mais valia para todos. Até agora foram investidos neste serviço online 520 mil euros, financiados pelo Fundo para a Modernização da Justiça. Sinceramente, considero que este é um passo brutal, que visa simplificar ao máximo, a vida de muitos portugueses. Estás de acordo? Já conhecias esta plataforma?