Azulejos do Bombarral – Portugal.

Azulejos do Bombarral – Portugal.

Advertisements

Créditos da foto: lifecooler.com.

Olá vaidoso’s 😉

Como correu a vossa semana, agitada ou tranquila?

Neste início de fim-de-semana, sentado no meu escritório à secretária, convido-vos a uma viagem “virtual”, até ao Bombarral. Iniciamos a nossa viagem até ao Bombarral, concelho onde cresci, uma vila portuguesa do distrito de Leiria, situado na província da Estremadura e integrado na região Oeste.

Bombarral é sede de município, limitado a norte pelo município de Óbidos, a nordeste pelas Caldas da Rainha, a sueste pelo município do Cadaval e a sudoeste, pela Lourinhã. Deste concelho, fazem parte as freguesias do Carvalhal (onde foi gravada a série Bem-Vindos a Beirais”), Roliça, Bombarral e Vale-Covo.

Foi a linha férrea do Oeste, a 01 de Agosto de 1887, a principal impulsionadora do desenvolvimento agro-industrial da vila. A base económica do concelho e o modus operandi das suas gentes, simples e humildes, baseia-se numa agricultura minifundiária, na qual se destaca a produção do vinho, da pêra-rocha e produtos hortícolas.

Um dos cartões de visita do Bombarral, inicia-se na estação ferroviária da sede de concelho, com a reprodução de azulejos magníficos da década de 1930, com imagens de trabalhos na vinha.

É também, na estação ferroviária do Oeste, no Bombarral que existe um depósito de água do século XIX, o mais antigo de toda a linha férrea do Oeste. Este depósito de água servia para o abastecimento das locomotivas movidas a vapor.

Créditos da foto: José Manuel Vieira, Bombarral.

Créditos da foto: Mário Vasa, foto-Jornalista, Gazeta das Caldas.

Um pouco por toda a vila, encontramos azulejos lindíssimos pelas ruas, jardins ou nos edifícios.

No centro histórico da vila, próximo aos Paços do concelho, encontramos e podemos visitar a imponente casa onde viveu Abel Pereira da Fonseca, na Quinta das Cerejeiras. É um ex libris desta vila centenária, marcando uma época áurea da arquitectura portuguesa da primeira metade do século XX.

Nesta Quinta encontramos também a Capela Madre de Deus, que remonta ao século XVI, com as paredes e abóbada forradas com azulejos do século XVII. Ainda que particular, foi elevada a Igreja Matriz da Vila, depois de um incêndio ter destruído a igreja matriz.

Créditos da foto: Quinta das Cerejeiras – VinhosDoSanguinhal.pt.

Créditos da foto: Quinta das Cerejeiras – VinhosDoSanguinhal.pt.

Créditos da foto: Quinta das Cerejeiras – VinhosDoSanguinhal.pt.

Créditos da foto: Quinta das Cerejeiras – VinhosDoSanguinhal.pt.

O que acharam deste roteiro “virtual”, pela terra vinícola do Oeste?

Muito mais há a descobrir. Deixa o teu comentário e partilha este artigo pelos teus amigos.

Festa da Pêra-Rocha e do Vinho, é no Bombarral! Já Compraste o Bilhete?

Advertisements
Fonte das fotos  Câmara Municipal do Bombarral
|Município do Bombarral.
Para melhor perspectiva e resolução das fotos, clica sobre as mesmas.

Olá vaidoso’s 😉

Hoje venho dar-vos a conhecer a vila do Bombarral, uma vila portuguesa do distrito de Leiria, situada na província da Estremadura. Inserida na Região Oeste, o município do Bombarral situa-se a 75 Km’s de Lisboa e 20 Km’s do Oceano Atlântico.

Região povoada desde a Pré-História, sabe-se que no século XIV o Bombarral era uma granja do Convento de Alcobaça, aparecendo no século XVIII como Terras da Rainha.

O Bombarral, celebrou a 30 de Junho 2019 o 105º Aniversário de elevação a concelho.

A economia do concelho rege-se essencialmente por uma agricultura minifundiária, no qual se destaca o vinho, a pêra rocha e os produtos hortícolas.

EVENTOS

36º Festival do Vinho Português & 26ª Feira Nacional da Pêra Rocha.

A Mata Municipal do Bombarral, é um dos principais ex-libris da vila, agora requalificado, tem assumido um papel determinante na promoção do concelho junto dos seus visitantes, quer pelos seus eventos, mas também pelos seus magníficos espaços, distintos a nível nacional.

De 10 a 15 de Agosto, os portões da Mata Municipal do Bombarral abrem-se para acolher o 36º Festival do Vinho Português e a 26ª Feira Nacional da Pêra Rocha, dois dos produtos mais emblemáticos da região. São cinco dias de festival em que os visitantes vão poder conhecer as diversas regiões vitivinícolas do país e interagir com os produtores presentes no certame. O artesanato e os sabores da gastronomia local e regional estarão também presentes.

No evento, vais poder contar com muita animação musical. Ao palco vão subir Mishlawi, Resistência, Miguel Gameiro e a West Europe Orchestra com Fernando Pereira.

Fonte das fotos  Câmara Municipal do Bombarral
|Cartazes ilustrativos – Município do Bombarral.
Para melhor perspectiva e resolução das fotos, clica sobre as mesmas.

O Festival do Vinho Português sendo designado o “1º Festival-Exposição do Vinho Português” decorre todos os anos, desde a década de 1960. A Feira Nacional da Pêra Rocha, iniciou-se resultado de uma proposta da Associação de Agricultores do Oeste é, atualmente, o “principal laço que liga a Pêra Rocha ao seu solar natural, o concelho do Bombarral, onde existem os primeiros pomares deste, que contam já com mais de 50 anos.

O Festival do Vinho Português e a Feira Nacional da Pêra Rocha tem vindo a desenvolver-se de forma sustentada, atraindo anualmente cerca de 30 mil participantes.

Pega já na tua agenda e marca a tua visita de 06 a 11 de Agosto ao melhor evento da região, no Bombarral.

Os Bilhetes já se encontram à venda, no Posto de Turismo do Bombarral. Compra já o teu bilhete para o 36º Festival do Vinho Português e 26ª Feira Nacional da Pêra Rocha, evento que vai decorrer de 06 a 11 de Agosto 2019, na Mata Municipal do Bombarral.

Contactos:

Posto de Turismo do Bombarral

Palácio Gorjão – Praça do Município | 2540 – 046 Bombarral

Telefone: 262 609 053 | Fax: 262 609 041

eMail: turismo@cm-bombarral.pt | geral@turismodocentro.pt

Website: http://www.turismodocentro.pt | http://www.visitcentrodeportugal.com.pt

Vai mais cedo e faz uma visita à vila e aos principais pontos de interesse, que podes encontrar ou saber mais [AQUI].

Artigo escrito por JoaquimGomes, não patrocinado.