BUROCRACIAS: NOVO DUA – DOCUMENTO ÚNICO AUTOMÓVEL!

Advertisements

Olá vaidoso’s, bem dispostos? 😉

Chega mais um artigo de burocracias, aqui ao blogue.

Desta vez, relativamente ao NOVO DUA- Documento Único Automóvel, vulgarmente conhecido como o “Livrete do carro”!

Se és proprietária(o) de um carro, prepara-te pois o novo DUA entra já em vigor a 1 de Agosto deste ano e vai poder caber na tua carteira, substituindo assim, o modelo antigo em papel, à imagem de um “mini” poster, passando a ser semelhante a um cartão de débito ou ao cartão de cidadão. Para os leigos na matéria, o Documento Único Automóvel/Certificado de Matrícula (vulgarmente conhecido como “Livrete” do carro), como acima mencionado;) é o documento que identifica o veículo, o que te vai permitir circular nos países da União Europeia.

Este documento, digamos que é o “Cartão do Cidadão” do próprio veículo, identificando a suas características, como a marca, modelo, matrícula e outras características do próprio veículo. Nele, constam também os dados (nome e morada) do seu proprietário. Caso existam encargos associados ao veículo, eles também consta do DUA.

NOVO DUA-Documento Único Automóvel chega a 1 de Agosto de 2019, para todas as novas matrículas, a todos os restantes veículos chegará em 2020.”

Esta é mais uma medida Simplex+ incluída no Plano Justiça +Próxima, que visa simplificar o conteúdo informativo do documento, reunindo dados relativos às características do veículo e seus proprietários. Agora, o DUA vai caber na tua carteira! (y)

Os novos documentos chegam já dia 1 de Agosto de 2019, numa primeira fase para todas as novas viaturas (primeira matrícula) e, em 2020 chegará a todos os veículos.

Exemplo do atual DUA (créditos das fotos, retiradas online):

Exemplo do NOVO DUA, a iniciar em 1 de Agosto de 2019 (créditos das fotos, retiradas online):

Esta medida é coordenada pelo IRN- Instituto dos Registos e Notariado, em colaboração com o IMT- Instituto de Mobilidade e Transportes, a INCM- Imprensa Nacional Casa da Moeda e diversas outras entidades fiscalizadoras de trânsito, como é o caso da GNR, PSP e da ANSR.

Para já, resta saber qual o impacto económico/financeiro que irá importar à carteira dos proprietários, para a devida alteração/substituição dos atuais DUA’s. Qual a tua opinião acerca deste assunto?

 

Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.